Home Fale Conosco Agenda Permanente Downloads Galeria de Fotos Notícias PG Procurar
 
Home > Equipe Ministerial > Missionários > Pr Samuel e Ilma

Pr Samuel e Ilma

 

I – MISSIONÁRIO(S):

Samuel Gonçalves de Souza (10/01/64)

Ilma Regina Castro Saramago de Souza (07/05/66)


II – FAMÍLIA:

Filho(s):

Renan Saramago de Souza (06/02/1993)

Ramon Saramago de Souza (14/01/1996)

Thalita Saramago de Souza (14/01/1996)


III – ENDEREÇO:

Rua Mato Grosso, 1159. Bairro Água Boa – Dourados/MS

CEP: 79811-160 – Caixa Postal: 67

Telefone: (67) 3427-6206

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

IV – MINISTÉRIO:

TRABALHO INDÍGENA


V – RESUMO

A cidade de Dourados está Localizada na região Sul do Estado de Mato Grosso do Sul.  Está próxima á serra de Maracaju, a 430 metros de altitude. Apesar de estar a mais de 400 metros de altitude possui topografia plana.  Dourados situa-se á pouco mais de 100 km da fronteira com o Paraguai, e a 240 km de Campo grande, capital do Estado.

Atualmente estima-se uma população de 15.000 indígenas nas reservas da Grande Dourados, portanto este número pode ser maior, pois não são contados aqueles que moram fora das reservas. Desta população o maior número é composto pela etnia Kaiwá, seguido pela etnia Guarani e Terena.

Em Dourados, especificamente, as aldeias são muito próximas a cidade o que contribui para o contato direto e continuo com a população não indígena, seus costumes e sua cultura, interferindo gradativamente no seu modo de ser e de viver.

O trabalho missionário entre os indígenas localizados na Grande Dourados não é recente. Missionários de países estrangeiros, como os Estados Unidos, investiram suas vidas e trabalho em prol da salvação deste povo. Desde 1928 a Missão Caiuá, pertencente à Igreja Presbiteriana do Brasil atua entre os indígenas, dando-lhes assistência na área espiritual, educacional e de saúde.  Outras denominações, inclusive várias da linha pentecostal, também, têm estado presente entre os indígenas da região.

 

VI – AUTOBIOGRAFIA.

 

Samuel Gonçalves de Souza nasceu em 10 de janeiro de 1964, em Austin, distrito de Nova Iguaçu, município do Estado do Rio de Janeiro/RJ. Desde pequeno foi levado pela sua mãe à Igreja Batista no bairro em Vila Guimarães – Queimados/RJ, onde aprendeu a andar nos “caminhos do Senhor”. Gêmeo de uma família de sete irmãos nasceu num lar misto. Seu pai realizou a sua decisão ao lado de Jesus, quase 50 anos depois de ter-se unido em matrimônio com sua mãe. Já aos oitos anos demonstrava desejo de servir ao Senhor e no dia 16 de novembro de 1975 na igreja citada acima, foi batizado juntamente com seu irmão gêmeo pelo Pastor Merari Luiz de Freitas.

Após alguns anos, transferiu com seus irmãos para a Primeira Igreja Batista em Austin/RJ, com o interesse de trabalhar mais na obra missionária. Participou de dois mutirões missionários, onde teve a experiência de ver a “fome” espiritual das pessoas. Nesta época Deus voltou a falar ao seu coração, quanto à necessidade da obra missionária. No dia 10 de janeiro de 1980, quando completava 16 anos, enquanto aguardava o início do culto evangelístico, no “Ponto de Pregação”, orou ao Senhor entregando a sua vida para ser usada na Sua seara. Como resultado daquele mutirão missionário, organizou-se a 4ª Igreja Batista de Austin.

Quatro anos depois (1984), ingressou no Seminário Teológico Betel – São Francisco Xavier/RJ para preparar-se academicamente. No primeiro ano, conheceu a Missão Novas Tribos do Brasil (MNTB) que trabalha exclusivamente com a evangelização dos povos indígenas. Em continuidade à sua preparação missionária, no ano de 1987 ingressou no treinamento desta missão para trabalhar com povos indígenas participando dos cursos: Teológico (Instituto Bíblico Peniel), Transcultural (Instituto Missionário Shekinah).

Em 1990, Samuel casou com a jovem Ilma Regina Castro Saramago que como ele, desejava levar o Evangelho às tribos indígenas. Já no ano seguinte, concluíram junto o treinamento lingüístico no Instituto Lingüístico Ebenézer. No dia 06 de fevereiro de 1993 no Rio de Janeiro, Deus abençoou o casal com a chegada do primeiro filho, Renan. No dia 10 de maio do mesmo ano, chegaram ao Estado de Rondônia. Trabalharam inicialmente com a Tribo Zoró na cidade de Espigão D’Oeste e com a Tribo Gavião, na cidade de Ji-Paraná. Foram cinco anos abençoados por Deus, onde observaram de perto à miséria espiritual destes povos, sem mencionar as carências materiais. Durante este tempo, a família foi novamente abençoada por Deus, com a chegada de um casal de gêmeos: Ramon e Thalita, que nasceram no dia 14 de janeiro de 1996, também no Rio de Janeiro.

No ano de 1997, Samuel e Ilma decidiram iniciar o processo de nomeação pela Junta de Missões Nacionais/CBB, sendo contratados no dia 02 de março de 1998. Eles iniciaram no Estado de Rondônia neste mesmo ano, o Projeto Tribo Cinta Larga na cidade de Espigão D‘Oeste, onde por conflitos na reserva pela descoberta da Jazida de diamantes, tiveram que sair da reserva. Foram então direcionados pelo Senhor para o desafio entre a etnia Nambikuara no ano de 1999, já no Sul do Estado, na cidade de Vilhena. Atuaram em diversas aldeias: Aroeira, Kithãulu, Branca, Nambikuara, Camararé, Oncinha, São João, Taquaral e Cerradinho, com viagens periódicas e a realização de cultos. Também prestavam assistência na CASAI (Casa de Saúde Indígena), local reservado pela FUNASA (Fundação Nacional de Saúde) para o tratamento dos índios que são trazidos das aldeias para a cidade

No ano de 2000, trabalharam na revitalização da Congregação Batista no Bairro Cristo Rei, na cidade de Vilhena. Após três anos, como resultado deste trabalho, havia um rebanho coeso e crescente sendo esta Congregação emancipada em Igreja denominada de Igreja Batista Boas Novas em Vilhena. Samuel teve a oportunidade de participar do Corpo Docente como professor em diversas disciplinas, no Seminário Teológico Batista Jardim do Éden, preparando vidas vocacionadas para suprirem principalmente as necessidades do Estado.

Em 2006, Samuel obteve a titularização nos seguintes cursos: Mestrado em Eclesiologia pela Faculdade de Ensino Teológico de São Paulo - FAETESP (EAD); Especialização em Didática e Metodologia do Ensino Superior (LATO SENSU), pela Faculdade da Amazônia – FAMA. E neste ano de 2011 participa do Programa de Integralização de Créditos para convalidação de diplomas de cursos livres de Teologia, pela Faculdade Teológica Batista Ana Wollerman (2ª Turma - 2010).

Tendo como direção de Deus, Samuel e Ilma desligam-se do Estado de Rondônia no final do ano de 2010. Como resultado destes anos vivenciados entre os Nambikuara, deixam indígenas crentes, alguns deles liderando o trabalho da pregação do Evangelho nas aldeias. Os missionários contribuíram ainda com a educação de um indígena formado em Bacharel em Teologia pelo Seminário Jardim do Éden, em Rondônia; uma indígena formada em Pedagogia, pela Universidade Federal de Rondônia e outro indígena estudando no curso de Letras na mesma instituição. Além do trabalho com os indígenas, os missionários contribuíram na propagação e crescimento do Evangelho entre os não indígenas no campo rondoniense. Participaram também no auxilio pastoral da Primeira Igreja Batista em Espigão D’Oeste. Realizaram conferências, palestras e estudos nos diversos congressos, seminários e outros eventos da denominação.

No inicio de 2011 os missionários Samuel e Ilma, com os seus filhos: Renan, Ramon e Thalita, mudaram-se para a cidade de Dourados, em Mato Grosso do Sul, onde estão iniciando os primeiros passos para a implantação de um projeto que visa à evangelização e o atendimento social, em especial, entre os indígenas da etnia Kaiwá e Guarani. Trabalho de grande desafio que requer sabedoria e ajuda constante do Senhor.

 

******************************************************************

 

Ilma Regina Castro Saramago de Souza nasceu no dia 7 de maio de 1966, na cidade do Rio de Janeiro, RJ. Chegou a um lar misto, onde apenas a mãe era cristã, que sempre fiel levava os cinco filhos à Igreja Batista. Ilma aceitou ao Senhor Jesus aos oito anos, na Segunda Igreja Batista em Austin, RJ, onde foi batizada.

Alguns meses depois a família mudou-se de bairro, com isso transferiu-se para a PIB da mesma cidade. Quando jovem sentindo que Deus desejava usar a sua vida de forma mais específica começou a perguntar: “Senhor, o que queres de mim?”. Em setembro de 1987 reencontrou Samuel, que estava em recesso da MNTB e fazia um desafio missionário na igreja que Ilma era membro. Naquela noite Deus começou a agir em seu coração com respeito ao trabalho indígena. Nesta ocasião cursava a Faculdade de Psicologia e trabalha em um hospital, como enfermeira.

Com o desejo de obedecer ao Senhor, em 1988 decidiu trancar a sua matricula na Faculdade de Psicologia e matriculou-se no Instituto Bíblico Peniel, da Missão Novas Tribos do Brasil (MNTB), a fim de preparar-se para o ministério. No decorrer deste tempo iniciou o namoro com Samuel, a quem já conhecia desde a sua adolescência e quem a desafiou para a obra missionária. Em 1990, casou-se com Samuel e casados foram para o Instituto Missionário Shekinah, passando ali um ano. Depois foram para o Instituto Lingüístico Ebenézer, para fazerem o curso Lingüística. Em 1993, já com o seu filho primogênito Renan, o casal chegou entre os índios Zoró e em 1994 foram trabalhar na Tribo Gavião, onde passaram três anos. Em 1996, Ilma foi mãe pela segunda vez, agora dos gêmeos Ramon e Thalita.

Entendendo ser o tempo de se desligarem da MNTB, Samuel e Ilma abrem o processo para ingressarem na junta de Missões Nacionais e são contratados como missionários da JMN no dia dois de março de 1998, para atuarem entre os indígenas Nambikuara, no mesmo Estado de Rondônia.

No ano de 2003, o Senhor a presenteou, em forma de vestibular, com a entrada na Universidade Federal de Rondônia - UNIR, onde ingressou no curso de Pedagogia, formando-se em 2006. Ainda pela mesma instituição, quatro anos depois (2010), formou-se no curso de Letras. Cursos que tem servido como instrumento nas mãos do Senhor para a realização da Sua obra.

A missionária Ilma juntamente com o seu esposo Pr. Samuel trabalharam entre o povo indígena por aproximadamente 18 anos. Inicialmente serviram ao Senhor junto a Missão Novas Tribos do Brasil, com os povos Gavião e Zoró. No ano de 1998 transferiram-se para a Junta de Missões Nacionais, onde atuaram com o povo Nambikuara. Ali ensinaram a Palavra de Deus realizando cultos, estudos bíblicos, aconselhamentos e formaram de lideres. Desenvolveram projetos sociais na área da educação contribuindo com a aprendizagem formal e informal dos indígenas.

Obedecendo ao chamado de Deus para atuar em outro campo missionário, o casal deixou o campo rondoniense no final do ano de 2010. Ao sair do trabalho, eles deixam, entre os Nambikuara, indígenas crentes, alguns deles prontos para continuarem o trabalho da pregação do evangelho. Os missionários deixaram ainda um indígena formado em Bacharel em Teologia pelo Seminário Jardim do Édem, em Rondônia, uma indígena formada em Pedagogia, pela Universidade Federal de Rondônia e outro indígena estudando no curso de Letras na mesma instituição.

Além do trabalho com os indígenas, os missionários contribuíram na propagação e crescimento do Evangelho entre os não indígenas no campo rondoniense. Participaram diretamente na organização da Igreja Batista Boas Novas em Cristo Rei na Cidade de Vilhena, e no auxilio pastoral da Primeira Igreja Batista em Espigão D'Oeste. Realizaram conferências, palestras e estudos nos diversos congressos, seminários e outros eventos da denominação.

No inicio de 2011 o casal, juntamente com os seus filhos mudam-se para a cidade de Dourados, em Mato Grosso do Sul, onde estão galgando os primeiros passos para a implantação de um projeto que visa à evangelização e o atendimento social, em especial, entre os indígenas da etnia Kaiwá e Guarani. Trabalho de grande desafio que requer sabedoria e ajuda constante do Senhor.